FERNANDO PESSOA…apenas um conselho

Fernando Pessoa nasceu em Portugal no dia 13 de junho de 1888, teve uma vida de altos e baixos, nascido de uma família equilibrada até ser marcada por várias mortes, inclusive a do seu pai, a máe se viu táo desesperada que vendeu até os móveis de dentro de casa e se lançou em um segundo matrimonio por dinheiro e poder, casando-se com um consul e  todos se mudaram para a Africa do Sul, onde esse grande escritor foi educado em inglês, mas sofreu o distanciamento da máe que tinha que cuidar dos filhos também de seu padastro. Ele voltou a Lisboa, montou logo depois  uma  pequena tipografia com a herança que recebeu de sua avó, mas seu negócio faliu ele  viveu toda sua vida de forma modesta vivendo de dia como tradutor e de noite fazia o que mais gostava, escrevia e escrevia com vários pseudonimos, heteronimos e em estilos literários diferentes… infelizmente, ele era amante do alcool, sua bebida preferida aguardente  e faleceu vítima de uma inflamaçáo da vesícula biliar e agravada por uma cirosi. Mas, este homem discreto durante quase toda sua vida lutou para fazer o que mais gostava: escrever e sua literatura hoje é tida como uma das melhores da europa e com certeza a referência máxima de Portugal. Assim, como hoje é domingo e tantas vezes pensamos e conversamos se estamos no caminho certo e se devemos lutar mesmo pelo que mais gostamos, que possamos fazer com este grande escritor e transformar nossas vidas em um ato de amor e seguir a nossa missáo…com certeza valerá a pena… para terminar, eu sempre brinco, que conselho só é bom, ser for o de FERNANDO PESSOA…segue  O POEMA : CONSELHO para gente refletir:

 p.s- a correçáo é que pseudonimo é quando o escritor se esconde atrás do personagem e heteronimos e´quando ele cria uma personalidade paralela.  Agradeço a nossa colaborada Regina Clara Aguiar que fez a pertinente observaçáo!

Cerca de grandes muros quem te sonhas.
Depois, onde é visível o jardim
Através do portão de grade dada,
Põe quantas flores são as mais risonhas,
Para que te conheçam só assim.
Onde ninguém o vir não ponhas nada.
Faze canteiros como os que outros têm,
Onde os olhares possam entrever
O teu jardim como lho vais mostrar.
Mas onde és teu, e nunca o vê ninguém,
Deixa as flores que vêm do chão crescer
E deixa as ervas naturais medrar.
Faze de ti um duplo ser guardado;
E que ninguém, que veja e fite, possa
Saber mais que um jardim de quem tu és –
Um jardim ostensivo e reservado,
Por trás do qual a flor nativa roça
A erva tão pobre que nem tu a vês…
 

Sobre gate4

Prepare-se para uma Super Viagem! GATE 4 - Betânia, Patricia, Leo e Você. Cada um, em um lugar, cada um, com um olhar... São Paulo-BRASIL, Barcelona-ESPANHA, San Francisco-ESTADOS UNIDOS E Você ONDE ESTÁ? , Vamos juntos. Vamos amar sua companhia.
Esse post foi publicado em 1.PATY CASSEMIRO,ES, Reflexões-Poesia. Bookmark o link permanente.

12 respostas para FERNANDO PESSOA…apenas um conselho

  1. Patricia Longo disse:

    Olá Patricia…….
    Parabéns, está delicioso, parece que podemos parar por um momento , e ter uma conversa regada a Fernando Pessoa………Muito bom.
    bjs

  2. Mísia disse:

    “Faze de ti um duplo ser guardado”…melhor conselho não haveria para um domingo onde a gente, tantas vezes, se sente insegura e só, por ter se mostrado demais! Você, Patrícia Cassemiro, como sempre, mesmo à distância, consegue ler a nossa alma e nos dizer, exatamente, o que precisamos ouvir. Que linda jornada a sua.

  3. Fernando disse:

    Oi Patricia,

    O poema é lindo e Fernando Pessoa inimitável. Nós somos uma dualidade e, por vezes, adiamos projectos em nome não sei do quê… esperamos para viver, para amar… em nome de outros projectos… esquecendo que é necessário viver a vida na sua plenitude!
    Mas, por vezes, esquecemos os olhares dos outros e revelamos o nosso verdadeiro “eu”.

    Um abraço
    Fernando

  4. Sandra Torres disse:

    Olá Pessoas,

    Bom, acho louvável fazer o que gosta na vida.
    Mas por questão de sobrevivência muitas vezes abrimos mão disso.
    Então fica a pergunta: teremos de trabalhar em algo que odiamos, condenados a uma vida profissional chata?
    A saída para esse dilema é aprender a gostar do que você faz. E isso não é tão difícil assim.
    Basta fazer seu trabalho com esmero e bem feito.
    Faça seu trabalho mal feito e você odiará o que faz, odiando a sua empresa, seu patrão, seus colegas, seu país e a si mesmo.

    Um abraço Paty,
    Parabéns pelo blog.
    BJS!!

    Sandra

  5. gate4 disse:

    Fui ao site e gostei muito tanto do poema, quanto da tua pagina no blog … bacana mesmo … Nao sei explicar, mas senti uma boa energia enquanto lia, entao me deu vontade de te escrever … E aqui estou
    Também sou brasileira de Sao Luis do Maranhao e estou vivendo aqui em Barcelona …
    Julia Petrus- Barcelona

  6. Joaquim Souza disse:

    QUE POEMA HEIM…. COPIADO!!!!

  7. sori disse:

    a cara do meu domingo, precisava ter a face desse poema de F. Pessoa, amiga
    lindo lindo…

  8. Regininha disse:

    Oi Paty, Gostaria de fazer um comentario sobre a questão do que voce chama “pseudonimos” na obra do FP, para esclarecer que na verdade o Fernando não fazia uso de “pseudonimos”, pois ele não se ocultava atrás de nomes ficticios. Ele na utilizava outro termo, “heteronimos”, que designa a criaçao de obras com personagens que tem personalide própria, havendo publicado sob diversos heteronimos, dos quais os mais importantes são: Ricardo Reis, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos y Bernardo Soares, tendo inclusive publicado críticas contra suas propias obras realizadas em nome de seus heterónimos. O Fernando veio a publicar em seu nome apenas o livro de poemas “Mensagem”, tratando do tema do “Quinto Império”, onde Portugal reinaria o mundo. E ele foi um dos sebastianistas mais refinados, poetizando a morte de El Rei D. Sebastião, no areal do marrocos, e a ressurreição o rei desejado pela coroa portuguesa para livrar a nação portuguesa do dominio espanhol no século XVI. Fernando Pessoa também foi amante e praticante das ciencias ocultas.

    Besitosssss.

  9. Regininha disse:

    Obrigada Paty, ficou legal a correção, e sempre que possamos é melhor colocar o termo correto com a observaçao entre parenteses, pois assim cumprimos também a nossa função de informar, educando. Um beijinho delicioso. Me voy.

  10. Betania Sampaio disse:

    Paty, quando li seu Post estava deitada e não deu para comentar, mas amei! gosto muito de Fernando Pessoa Lembra que no CERTIFICADO DE GARANTIA DOS ACESSORIOS BETANIA SAMPAIO tem um trecho do FP que gosto muito, tem haver com minhas bijus.
    ¨O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
    Por isso existem nmomentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparaveis¨.
    bjs

  11. Daniela disse:

    Não sou muito culta, e nao entendo muito de poesia. O que é uma tristeza, mas estou aprendendo a entender e a gostar. Afinal nunca é tarde. Recebi este poema, mas realmente nao sei interpretá-lo. Vocês poderiam me ajudar? Seria muito importante, pois dizem que ele diz muito de uma pessoa que estou tentando ajudar. Muito obrigada.

    • gate4 disse:

      a poesia como a arte esta tambem nos olhos de quem vislumbra, mas esse e um dos poemas preferidos …acredito que FERNANDO PESSOA, com sua forma introspectiva de ser resumindo mostra que temos que ter nossos limites e nunca mostrar tudo, tanto as coisas boas como os nosso defeitos, quando ele também diz que as piores ervas daninhas e melhores flores guardamos no centro do jardim…como jardineiros da vida acredito que aos poucos vamos aprendendo com as proprias flores(fatos e emocoes de nossas vidas) e aos poucos vamos nos tornando um jardineiro mais e mais experiente. por isso, fazendo um trocadilho eu gosto de dizer, conselho só de FERNANDO PESSOA. Voce amada, sabe mais de poesia que imagina,a vida é um verso, que compomos a cada dia, uma musica que somos grandes maestro e uma tela que a cada dia acrescentamos uma nova pincelada e uma nova cor.

      P.S- Fernando Pessoa sobre vários pseudonimos e cada um tinha seu estilo, isso o faz um poeta maior que podia colocar sua emoçáo como se fosse várias pessoas…boa leitura.

      Patricia Cassemiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s